Blog do Quitand'arte

01/11 2016

Panetones!

Sabemos e já defendemos aqui que: pão não é quitanda. Porém, se existem exceções à regra, o PANETONE é uma delas. Podemos usar inúmeros argumentos para defender isso, como, “é um alimento que só é feito uma vez por ano”, “é um alimento Natalino e existe toda uma solidariedade envolvida” e etc. Porém, a gente faz mesmo é por que é bom e ponto. E, põe bom nisso!

Surgido na Itália, mas de origem desconhecida, algumas são as lendas para o tal “pani de Toni” (nome do padeiro que o teria inventado), em meados de 1450. Os anos passaram e obviamente o produto evoluiu de acordo com culturas e seus processos.

Mas, talvez uma das coisas que mais encantam nos panetones, em geral, é que, mesmo que você o adapte, ele não perde a sua rusticidade. É elegante e marcante (em função da fermentação a massa fica mais ácida que de outros pães) em sua simplicidade.

Pois bem, aqui estão as nossas versões para este ano:

panetone2016_2

O queridinho!

panetone2016_5

O indispensável!

panetone2016_4

O clássico!

Na dúvida? Escolha os três! Afinal, só vai encontrá-los por agora, uma vez por ano!

E, já diziam os “sábios”: não importa o que você come entre o Natal e o reveillon, mas entre o reveillon e o próximo Natal.

Então, bora deliciar sem culpa, né?!

Comentários

Deixe seu comentário

Quitand'arte Armazém e Café

Endereço

Rua Joaquim Antunes, 391
Pinheiros, São Paulo, SP, Brasil

Contatos

(11) 3061-0320
quero@quitandarte.com.br

Funcionamento

Terça à sexta:
09h às 19h
Sábado: 09h às 18h
Domingo: 09h às 17h

Agência Beep